Concessão dos Serviços- Tratamento e Destino Final


Início da operação em 1999, com prazo concedido para 20 anos.


Empresa Operadora - BATTRE Tratamento de Resíduos

Consiste na última etapa do processo de coleta e transporte, fechando o ciclo das atividades operacionais de manejo de resíduos sólidos, iniciado na geração dos resíduos em cada unidade geradora. 
A cidade de Salvador dispõe dos seguintes sistemas de tratamento e destino final para os resíduos sólidos: Parque Socioambiental de Canabrava - Antigo lixão de Canabrava, ocupa uma área aproximada de 69 ha, com perspectiva de uso para atender as atividades voltadas para a promoção, inclusão social e a educação ambiental, nas áreas de reciclagem de resíduos orgânicos (compostagem).

Estação de Transbordo - Inaugurada em novembro de 2001, licenciada pelo Centro de Recursos Ambientais (CRA), cujo modelo adotado apresenta dois tipos de descarga: uma diretamente nas carretas e outra num fosso receptor, de aproximadamente 750m³, donde são posteriormente retirados os resíduos, por equipamentos especiais e colocados nas carretas que, após serem elonadas, seguem para o aterro sanitário. Com essa tecnologia pode-se garantir uma descarga rápida dos compactadores diretamente nas carretas ou no fosso, evitando que haja demora na descarga.
O galpão da estação de transbordo é fechado, com 4.000m² de área construída, possuindo um sistema de filtros com carvão ativado, que funciona absorvendo o ar do interior que, após filtrado, é devolvido à natureza. São processados 180.000m³ de ar por hora e a estação tem capacidade para transferir até 2,5mil t/dia de resíduos/dia.

 

Aterro Metropolitano Centro- Ocupa uma área de 250ha. Operado desde 1999 pela empresa concessionária BATTRE para um período de 20 anos (Concorrência nº 004/99). Licenciado pelo Centro de Recursos Ambientais (CRA) para receber exclusivamente resíduo domiciliar, Classe IIA (NBR 10004/04). Compartilhado com os municípios de Lauro de Freitas e Simões Filho (Convênio de Cooperação 30/98). Recebeu 835.839 toneladas de resíduos no ano de 2006, sendo 91% proveniente de Salvador, 7% de Lauro de Freitas e 2 % de Simões Filho. Possui certificado por emissão reduzida (CERs) de carbono - Protocolo de Kyoto. O "chorume", líquido proveniente da decomposição da matéria orgânica, de cor escura e odor desagradável, com alta capacidade de poluição, é coletado e transportado por veículo do tipo carro-pipa, para ser tratado para ETE na Empresa de Proteção Ambiental (CETREL).